Nas Trilhas da Atlântida

Nas Trilhas da Atlântida | Caixa Cultural Curitiba
30 de maio a 2 de junho de 2013

 

Nas trilhas da Atlântida apresentará uma série de shows musicais em homenagem à Companhia Atlântida Cinematográfica Brasileira, que teve seu apogeu na década de 1950. As cantoras Maria Alcina e Vânia Bastos, dirigidas pelo maestro, pianista, cantor e arranjador Marco Bernardo, acompanhados por conjunto instrumental, apresentarão os grandes sucessos musicais dos filmes da Atlântida, interagindo com cenas de filmes projetados ao fundo do palco. Com essa iniciativa, será feita uma homenagem à companhia brasileira que lançou artistas como Oscarito, Grande Otelo, Eliana Macedo, Anselmo Duarte, Norma Bengell, entre tantos outros.

Maria Alcina, Vânia Bastos, Marco Bernardo e cia. “cantarão” o cinema brasileiro, em quatro espetáculos, de 30 de maio a 2 de junho, na Caixa Cultural Curitiba. “Nas Trilhas da Atlântida” subverte a abordagem convencional: a música ganha organicidade e assume lugar de destaque, e as imagens cinematográficas passam a ser o pano de fundo. No dia 1 de junho, haverá ainda uma mesa redonda com os protagonistas, mediada pelo crítico Zuza Homem de Mello.

Em “Nas trilhas da Atlântida”, o procedimento artístico é curioso: a música desprende-se da narrativa e torna-se o centro da ação. Trilhas sonoras, criadas para o cinema brasileiro na década de 1950, poderão ser ouvidas e apreciadas ao vivo, tendo como pano de fundo as divertidíssimas imagens das produções para as quais foram compostas. As cenas dos filmes serão projetadas em um telão ao fundo do palco em interação com a música apresentada pelos artistas, ocorrendo uma interessante e instigante inversão de papéis: a música se torna protagonista e as cenas cinematográficas criam uma “trilha imagética”.

Arranjos, regência, piano e voz – Marco Bernardo
Vozes femininas – Maria Alcina e Vânia Bastos
Acordeom – Gabriel Levy
Clarinete e saxofone – João Geraldo Domingues Alves
Violinos – Gianpietro Saisi e Mariela Micheletti
Violoncelo – Adriana Lombardi
Contrabaixo – Clóvis Camargo
Percussão – Edson Ghilardi

Programa (Arranjos | Marco Bernardo)

Jalousie – Jacob Gade
Bate o bumbo, Sinfrônio – Humberto Teixeira
Franqueza – Denis Brean e Oswaldo Guilherme
Malandrinha – Freire Junior
Atire a primeira pedra – Ataulfo Alves
Alguém como tu – José Maria de Abreu e Jair Amorim
C’est si bon – Henri Betti e André Hornez
Beijinho doce – Nhô Pai
Concerto para piano e orquestra nº 1 -Tchaikovsky
Dó-ré-mi – Fernando César
Na Candelária – Ruy Rey e Rutinaldo
Paródia de Brigitte Bardot, do filme O homem do Sputnik
Paraíba – Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira
Rio de Janeiro – Ary Barroso
Marcha do neném – Klécius Caldas e Armando Cavalcanti
Valdemar é um recruta – Antônio Almeida, Nássara e Alberto Ribeiro
Marcha do caracol – Peter Pan e Affonso Teixeira
Sereia de Copacabana – Nássara e Wilson Batista
Vai com jeito – João de Barro e Almir Rouche
Tomara que chova – Paquito e Romeu Gentil

Patrocínio | Caixa Econômica Federal